Confira 15 museus para visitar em Fortaleza

As histórias do Ceará, dos automóveis, dos meios de comunicação e até do caju estão guardadas e preservadas em diversos espaços de Fortaleza. A Verdinha preparou uma lista com os principais museus da cidade, que convidam a passeios pela diversão e pelo conhecimento.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Museu do Ceará
O primeiro museu oficial do Estado, criado em 1932, fica localizado em uma parte também histórica de Fortaleza – as imediações da Praça dos Leões, no Centro. No acervo, composto por cerca de 13 mil peças, estão itens que ilustram diversos aspectos culturais de indígenas, do cangaço e do período da escravidão. O Museu do Ceará funciona de terça a sábado, das 9h às 17h, na Rua São Paulo, 51. A entrada é gratuita.

Mini Museu Firmeza
Situado na casa onde moravam Estrigas e Nice, dois grandes nomes das artes plásticas do Ceará, o Mini Museu Firmeza reúne elementos de diversos artistas e épocas. Com peças que passeiam pelo popular e pelo erudito, incluindo obras de Antônio Bandeira, Descartes Gadelha e Zenon Barreto, o espaço abriga também diversos documentos da história da arte cearense. O acesso ao museu, localizado na Via Férrea, 259 – Novo Mondubim, é gratuito mediante agendamento. Para mais informações, acesse a página do museu.

Museu do Caju
Na divisa entre Fortaleza e Caucaia, o Museu do Caju guarda várias antiguidades relacionadas ao uso de uma das frutas mais famosas do Nordeste. Uma das galerias é composta por livros sobre a cajucultura, livros de receitas e até um moedor artesanal. Outro espaço conta com a exposição de máquinas fotográficas, radiolas e radinhos de pilhas. De segunda a sábado, o Museu do Caju só recebe visitas em grupo, agendadas pelo telefone 3237.2687, no valor de R$ 5 por pessoa. Já aos domingos, o espaço é aberto a todos para visitação gratuita. O museu fica na Rua San Diego, 332, no Parque Guadalajara (divisa Fortaleza-Caucaia), e funciona todos os dias, das 09h às 16h.

Museu da Cultura Cearense e Museu de Arte Contemporânea

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) é lugar para vários elementos artísticos e da históricos do Ceará. Parte deles está no Museu da Cultura Cearense e no Museu de Arte Contemporânea, que abrigam obras de artistas locais, nacionais e até internacionais. A visitação dos espaços é gratuita, aberta de de terça a sexta-feira, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das14h às 21h.

Museu Siará em Miniatura
O patrimônio arquitetônico de Fortaleza também tem um espaço de memória. No Museu Siará em Miniatura, cerca de 1.500 peças relembram momentos e construções importantes da história da Capital, algumas que já nem existem mais. A antiga Catedral da Sé, demolida há quase 80 anos, o Theatro José de Alencar e até a Estação Ferroviária João Felipe são reproduzidos em miniaturas no museu. Para conhecer o espaço, é preciso reunir um grupo de no mínimo 10 pessoas e agendar uma visita pelo telefone (85) 9 8612.3451. O valor do ingresso é de R$ 12 por pessoa. O museu funciona dentro do Condomínio Espiritual Uirapuru, na Av. Alberto Craveiro, 223, de segunda a sexta-feira, das 08h as 17h.

Foto: Reprodução

A casa onde o escritor José de Alencar viveu é preservada e aberta a visitas. Foto: Reprodução

Casa de José de Alencar
A antiga moradia de um dos maiores escritores cearenses é também um grande espaço de lazer e conhecimento. A Casa de José de Alencar abriga não só memórias do criador da índia Iracema, mas de vários artistas que marcaram a história das artes local e nacional. As coleções de Arthur e Luiza Ramos trazem fortes elementos da cultura afro-brasileira e da regional. Já a Pinacoteca Floriano Teixeira expõe telas a óleo e desenhos do pintor maranhense que retratam personagens da obra de José de Alencar. Além disso, o clima de contato com a natureza é uma opção para encontros com família e amigos. A Casa temvisitação gratuita e funciona durante a semana, das 08h às 17h, e aos sábados e domingos, das 08h às 12h.

Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC)
Localizado em uma das vias mais tradicionais de Fortaleza, a Avenida da Universidade, o Museu de Arte da UFC guarda elementos da arte popular à erudita. As 12 salas de exposição dão ao público a oportunidade de ver milhares de obras, entre quadros, esculturas e outras formas de arte. Artistas como Aldemir Martins, Raimundo Cela e Descartes Gadelha também integram o acervo. O MAUC fica aberto de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 14h às 18h. A entrada é gratuita.

Sedan Chevrolet dos anos 50, uma das peças do acervo do Museu do Automóvel. Foto: José Leomar/Diário do Nordeste

Sedan Chevrolet dos anos 50, uma das peças do acervo do Museu do Automóvel. Foto: José Leomar/Diário do Nordeste

Museu do Automóvel do Ceará
Diversos modelos de automóveis nacionais e importados, fabricados entre as décadas de 1910 e 1970, estão à disposição do olhar de apaixonados por carros, em Fortaleza. As mais de 50 peças pertencem a colecionadores e são preservadas na aparência e no funcionamento. Um dos modelos do acervo é um Cadillac Limousine do ano de 1940, que pertenceu ao presidente Getúlio Vargas. O Museu do Automóvel funciona de terça-feira a domingo, das 09h às 12h e das 14h às 17h, e fica localizado na Av. Chanceler Edson Queiroz, 70, no bairro Guararapes. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Museu do Humor Cearense
Um dos memoriais mais recentes da cidade, o Museu do Humor Cearense foi criado em abril de 2014 para preservar peças de um dos maiores humoristas do Brasil, o cearense Chico Anysio. O equipamento cultural possui espaços temáticos, como a Sala Cine Holliúdy e a Budega do Riso, além da Biblioteca Professor Raimundo e de locais para exposições e shows de humor. O MHC funciona de terça-feira a domingo, das 09h às 19h. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Máquinas de escrever e canetas-tinteiro são alguns dos itens preservados no Museu da Escrita.

Máquinas de escrever e canetas-tinteiro são alguns dos itens preservados no Museu da Escrita.

Museu da Escrita
Objetos ligados ao processo de escrever são preservados e relembrados no acervo do Museu da Escrita, no bairro Dionísio Torres. Com peças raras, como máquinas de escrever antigas, canetas tinteiros e coleções de Bíblias em vários idiomas, o espaço recebe visitas de quem deseja conhecer parte da história da escrita. O horário de funcionamento vai de terça a sábado, das 9h às 12h e das 13h às 17h, na Rua Dr. Walder Studart, 56. Os ingressos custam R$ 14 (inteira)e R$ 7 (meia).

Museu Castelão
Os apaixonados por futebol podem ir à Arena Castelão não só para ver os jogadores em campo. Quem quiser conhecer mais sobre a história do esporte no Brasil pode visitar o Museu Castelão e encontrar troféus, fotos, camisas, vídeos e até elementos interativos que recontam momentos célebres do futebol. As visitas, que custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), acontecem de segunda a sexta-feira, em horários determinados: 09h, 10h e 11h pela manhã, 14h, 15h e 16h no período da tarde. A Arena fica na Av. Alberto Craveiro, 2901.

Museu da Imagem e do Som

Foto: Diário do Nordeste

Foto: Diário do Nordeste

Com um acervo estimado em 150 mil peças, o Museu da Imagem e do Som é um dos espaços mais tradicionais da cidade. Peças como discos de música brasileira e internacional, fitas cassete, filmes de diretores cearenses e fotografias com imagens da Fortaleza Antiga contam a história do audiovisual no estado. O espaço fica aberto a visitas gratuitas de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h, na Av. Barão de Studart, 410 (Meireles).

Museu da Indústria
As memórias do desenvolvimento da história industrial cearense estão preservadas e expostas no Museu da Indústria, localizado no corredor histórico do Centro de Fortaleza. Máquinas que fizeram parte do processo de industrialização do Ceará, desde o ciclo do couro até hoje, estão à disposição do público, que pode também fazer um tour virtual pelas salas do museu. Para visitar pessoalmente, basta ir à Rua Dr. João Moreira, 143, próximo ao Passeio Público. O MI funciona de terça a sexta-feira, das 09h às 18h; sábado, até 17h; e domingo até 13h.

O barril de madeira do Museu da Cachaça já entrou para o Guiness Book como maior em uso no mundo. Foto: Diário do Nordeste

O barril de madeira do Museu da Cachaça já entrou para o Guiness Book como maior em uso no mundo. Foto: Diário do Nordeste

Museu Cearense da Comunicação
Atualmente conhecido como Arquivo Nirez, o Museu Cearense da Comunicação é um espaço particular mantido pelo pesquisador e especialista em música brasileira Miguel Ângelo de Azevedo, o Nirez. Localizado na residência do proprietário, o acervo formado por ele desde 1954 reúne revistas, jornais, fotografias, equipamentos de audiovisual, uma biblioteca com mais de 5 mil volumes especializados em Música Brasileira e História do Ceará, entre outros itens. O museu fica na Rua Prof. João Bosco, 560, no bairro Rodolfo Teófilo. Para visitar gratuitamente, é só chegar a partir das 19h, horário em que o proprietário da casa-arquivo recebe o público. Já para agendar uma visita, é preciso entrar em contato pelo telefone (85) 3281.6949.

Museu da Cachaça
Um dos mais conhecidos e tradicionais espaços culturais do Ceará, o Museu da Cachaça fica em Maranguape, região metropolitana de Fortaleza. Além do famoso barril de cachaça, um dos maiores em uso no mundo, o museu possui ainda um vasto acervo de documentos, fotos, garrafas e tonéis de bálsamo que recontam a história da aguardente no Brasil. O espaço é aberto a visitação para usuários do Complexo Turístico Ypark, de quarta-feira a domingo, das 09h às 17h. Os valores dos ingressos são deR$ 32 (inteira) e R$ 16 (meia).

 

FONTE: http://www.verdinha.com.br/entretenimento/21478/confira-15-museus-para-visitar-em-fortaleza-e-regiao-metropolitana/

One Response to Confira 15 museus para visitar em Fortaleza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *